TAXONOMIA

  • Nome cient√≠fico: Puffinus mauretanicus
  • Classe: P√°ssaros
  • Ordem: Procellariiformes
  • Fam√≠lia: Procellariidae

Nomes comuns da Pardela Balear

Pardela balear (espanhol), baldriga balear (catalão), farabuchos balear (galego), gabai balear (basco), baleares baleares (inglês), puffin des Baléares (francês).

ESTADO DE CONSERVAÇÃO

  • Classificado pela UICN: Criticamente Amea√ßado de Extin√ß√£o.
  • CITES listadas: N√£o listadas
  • Cat√°logo Nacional de Esp√©cies Amea√ßadas: Em perigo de extin√ß√£o.

Descrição e características do Puffinus mauretanicus

A √°gua de cisalhamento das Baleares √© end√™mica para as Ilhas Baleares, seu √ļnico local de reprodu√ß√£o. Existem col√īnias em todo o arquip√©lago, as mais importantes est√£o localizadas em Formentera.

Ap√≥s a reprodu√ß√£o, pode ser visto nas costas da Fran√ßa ocidental, chegando at√© mesmo √†s Ilhas Brit√Ęnicas e ao sul da pen√≠nsula escandinava. Uma parte da popula√ß√£o pode passar o inverno no noroeste do continente africano.

Fora da época de reprodução, trata-se de uma espécie estritamente marinha, embora permaneça em águas próximas à costa.

Descrição Pardela Balear

A água de cisalhamento das Baleares é mais arredondada do que outras águas de cisalhamento. Tem cerca de 35 cm de comprimento e uma envergadura de asa de cerca de 80 cm, pesando cerca de 500 gramas.

Tem uma cabeça pequena e um bico alongado e cinzento. As pernas projetam-se em direção à parte traseira de uma cauda relativamente curta.

A plumagem das cisalhas Baleares é de uma escuridão variável. As partes superiores são cor de chocolate, enquanto que o ventrículo e o interior das asas são cinza claro ou até mesmo creme.

A garganta, a área das axilas e a parte final da barriga são de tons acastanhados. Há variabilidade de tons entre os diferentes indivíduos. Não há diferenças entre os sexos ou idades.

Reprodução do ave Pardela Balear

Esta esp√©cie chega √†s col√īnias reprodutoras em fevereiro e deposita seus ovos antes do final do m√™s. Aninha-se em penhascos costeiros, dentro de cavernas ou galerias que podem abrigar um ou v√°rios pares.

Aves marinhas, Pardela Balear

A ninhada consiste em um √ļnico ovo branco, que ficar√° incubado por dois meses. A incuba√ß√£o ocorre em meados de maio e o pintinho √© cuidado por ambos os pais at√© que, com aproximadamente 65 dias, ele deixa o ninho.

Alimentação do Pardela Balear

A água de cisalhamento das Baleares se alimenta das presas vivas que captura durante o mergulho, como peixes e lulas, embora possa consumir os descartes dos barcos de pesca, especialmente durante a época de reprodução.

Às vezes está associado a cetáceos e atuns, pois estes podem levar cardumes de peixes para a superfície.

Como é o comportamento

Ap√≥s a √©poca de reprodu√ß√£o, no final de junho, a popula√ß√£o se dispersa no Mediterr√Ęneo ocidental e atravessa o Estreito de Gibraltar em dire√ß√£o ao Golfo da Biscaia.

Alguns indiv√≠duos podem chegar mais ao norte do que as Ilhas Brit√Ęnicas. Nessas √°reas, eles passar√£o o ver√£o e o outono e mudar√£o sua plumagem.

Tamb√©m √© verdade que uma pequena parte da popula√ß√£o n√£o deixa o Mediterr√Ęneo durante estes meses.

Aves marinhas, Pardela Balear

Quando o per√≠odo de muda termina, a √°gua de cisalhamento retorna ao Mediterr√Ęneo para passar o inverno. Parece n√£o ser muito fiel a seu local de invernada, sendo mais importante a disponibilidade de alimentos para serem localizados durante os meses mais frios.

A água de cisalhamento das Baleares voa entremeada por abalos rápidos e deslizamentos curtos. Normalmente não sobe muito acima do nível do mar, ficando sempre abaixo de 10 metros acima do nível do mar.

Pardela Balear Ameaças

As estimativas mais recentes colocam a popula√ß√£o em cerca de 2.400 casais reprodutores, distribu√≠dos em diferentes col√īnias localizadas nas Ilhas Baleares.

Entretanto, grupos muito importantes (mais de 8.000 indivíduos) foram contados fora da época de reprodução.

Este fato sugere a existência de uma alta porcentagem de indivíduos que não se reproduzem, tanto jovens como adultos que em certos anos não se reproduzem.

O cisalhamento das Baleares é uma espécie de vida longa, com uma taxa de reprodução muito baixa e também tem uma população muito pequena e localizada. Tudo isso faz dela uma espécie muito vulnerável diante das ameaças que enfrenta.

As ameaças mais importantes atualmente são a predação por ratos e gatos, a interação da pesca por palangre e a superexploração das espécies de presas, e a perda ou degradação do habitat de reprodução devido ao desenvolvimento costeiro.

Entre as medidas para a conserva√ß√£o das esp√©cies, foram declaradas √°reas protegidas as col√īnias reprodutoras, foram realizadas a√ß√Ķes para o controle de ratos, controle de gatos, monitoramento de col√īnias, etc., e o conhecimento da biologia das esp√©cies foi melhorado.

Categorías: Aves Marinhas

0 comentarios

Deja una respuesta

Marcador de posición del avatar

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.