Uma das caracter√≠sticas das aves √©, sem d√ļvida, a forma de seus p√©s. Entre todas as adapta√ß√Ķes anat√īmicas que as aves t√™m, a configura√ß√£o de seus dedos e a forma de suas patas depender√° do tipo de vida que levam.

Gra√ßas a todas estas especializa√ß√Ķes, as aves tiveram grande sucesso no n√≠vel evolutivo e puderam colonizar diferentes habitats, muitas vezes at√© mesmo lugares onde outros animais n√£o podem alcan√ßar.

Da mesma forma, as diferentes guildas tr√≥ficas (ou seja, esp√©cies que ocupam o mesmo n√≠vel tr√≥fico e compartilham os mesmos recursos) utilizam estas adapta√ß√Ķes anat√īmicas para acessar os alimentos, bem como para se deslocar, e aqui a disposi√ß√£o dos dedos dos p√©s e das patas √© um componente chave.

Se você quiser saber mais sobre os tipos de patas de aves e suas características e estrutura, continue lendo este artigo do Reino das Aves Características e estrutura das patas de aves

Albatros Patas Negras

Como mencionado, o corpo das aves tem v√°rias adapta√ß√Ķes que lhes permitem ter uma gama t√£o ampla de estilos de vida. Neste sentido, as pernas desempenham um papel muito importante.

Os membros posteriores são compostos pelo fêmur, que é relativamente curto na maioria das aves. A parte da perna visível, ou seja, a parte sem penas, é composta de ossos metatarsais fundidos (homólogos com o pé humano), formando o tibiotarsus, que é a parte mais longa da perna.

Outros ossos seguem e também se fundiram para formar o tarsometatarsus, onde os dedos dos pés da perna se unem. As aves têm a peculiaridade de caminhar sobre as pontas dos pés devido à configuração dos dedos dos pés, de modo que se pode dizer que são digeríveis.

A maioria delas tem quatro dedos dos p√©s, mas algumas t√™m tr√™s, sendo o primeiro dedo do p√© o hallux. A avestruz (Struthio camelus) √© o √ļnico p√°ssaro vivo com apenas dois dedos; aqueles com apenas tr√™s dedos s√£o geralmente algumas outras ratites como as emas, emas, kiwis e alguns p√°ssaros curtos como as tarambolas (ordem Charadriiformes), entre outros.

Assim como as patas, a forma dos bicos das aves varia de acordo com os hábitos e a dieta de cada espécie. Se você quiser saber mais, você pode consultar este outro artigo do Reino das Aves sobre Tipos de bicos de aves, e nós lhe contaremos tudo sobre isso.

Tipos de pés de pássaro

As patas das aves podem ser classificadas em 5 tipos, dependendo também do tipo de ave, como veremos a seguir.

Tipos de pes de aves

Dependendo do n√ļmero e da disposi√ß√£o dos dedos dos p√©s, eles s√£o contados de fora e o primeiro dedo do p√© √© tomado como o hallux. Dentro de cada tipo, h√° configura√ß√Ķes altamente vari√°veis entre as diferentes ordens e fam√≠lias de aves, com cada uma delas tendo uma disposi√ß√£o particular de dedos dos p√©s ou outra caracter√≠stica distintiva.

Al√©m disso, os pregos ou garras em que os dedos dos p√©s terminam s√£o freq√ľentemente um reflexo dos h√°bitos de uma ave. A seguir, explicaremos as diferentes configura√ß√Ķes dos dedos dos p√©s e os tipos de p√©s presentes nas aves.

Dedos de anisod√°ctilo

Peregrino Falcon, os P√°ssaros Mais R√°pidos do Mundo

Esta é a configuração típica de um pé de ave, com quatro dedos no total onde o hallux (primeiro dedo do pé) está virado para trás e os outros três pontos para frente.

Este arranjo √© comum em passeriformes (aves como melros, tetas, pardais, etc.), pombos (Columbiformes), falc√Ķes (Falconiformes) e muitas outras aves. Eles t√™m um forte hallux que lhes permite empoleirar-se confortavelmente em galhos.

Pernas de zigod√°ctilo

Reino das aves Papagaio, Papagaios do Mangue, Amazona amazonica

Neste caso, eles têm dois dedos dos pés para frente e dois para trás. Geralmente, o quarto dedo do pé junto com o hallux apontam para trás. Esta forma de pé é encontrada em cucos (cuculiformes), pica-paus (Piciformes) e papagaios (Psittaciformes), entre outros.

Também é comum em corujas (Strigiformes), embora possa variar dentro do grupo. Espécies que são escaladores, como os pica-paus, muitas vezes têm pregos curvos que os ajudam a agarrar irregularidades na casca das árvores sem prejudicar sua capacidade de empoleiramento.

Pernas de Heterod√°ctilo

Pernas de Heterod√°ctilo

Esta configuração é mais rara. Eles também têm dois dedos dos pés apontando para trás e dois apontando para frente, mas neste caso, os dedos dos pés de trás são o segundo e o primeiro.

Este arranjo est√° presente nos trog√Ķes (Trogoniformes) e tamb√©m permite que eles se empoleirem nos galhos das √°rvores, onde eles passam muito tempo empoleirados.

Pernas do sindactyl

Martim-Pescador An√£o, Chloroceryle aenea

As aves com esta configuração têm os dedos médios conectados, ou seja, o terceiro e quarto dedos do pé. Este arranjo é similar ao anisodactilia, exceto pela fusão dos dedos dos pés, e é típico dos martins-pescadores, comedores de abelhas, carraças e pássaros relacionados (Coraciiformes).

A fusão dos três dedos da frente, do segundo ao quarto, também pode ocorrer, como no martim-pescador gigante (Ceryle alcyon). Este tipo de perna permite que eles se empoleirem tanto em superfícies planas quanto cilíndricas.

Perna de pamprod√°ctilo

Tipos de pes de aves

Neste caso, os quatro dedos dos pés estão virados para frente, como nos swifts (Apodiformes), incluindo o primeiro dedo do pé (hallux). Este arranjo só está presente nestas aves e é usado para se agarrar a galhos ou estruturas, pois elas não podem empoleirar-se ou andar porque suas pernas são muito curtas.

  • Voc√™ tamb√©m pode estar interessado neste outro artigo sobre Tipos de andorinhas – Caracter√≠sticas e alimenta√ß√£o.

Tipos de patas de aves: outras classifica√ß√Ķes

Outras classifica√ß√Ķes tamb√©m incluem o grau de desenvolvimento de membranas interdigitais que as patas das aves podem ter.

Pés semipipalmados ou brevipalmados

Outras aves, como os pássaros curtos, têm pés semi-palatinos ou brevipais, onde os três dedos dianteiros estão parcialmente unidos em suas bases por uma membrana. As membranas interdigitais lhe dão, como um remo, maior força para se mover durante o nado, e o grau de desenvolvimento das membranas dependerá de quão dependente da água cada espécie é.

Pernas lobadas ou com vieiras

Por outro lado, algumas aves semi-aqu√°ticas, como os galeir√Ķes e os galeir√Ķes (Gruiformes) t√™m p√©s lobados ou com vieiras. Elas t√™m uma membrana ondulada ou com vieiras que bordeja cada dedo do p√© e estas mant√™m sua individualidade.

Este tipo de pé permite a propulsão para nadar e maior equilíbrio e aderência à superfície quando se movimenta através do terreno alagado.

Pernas palatinas de anisod√°ctilo

Sula nebouxii pássaro de galápagos de pés azuis

No caso das espécies aquáticas, como patos, gansos, gaivotas, entre outros, eles têm os três dedos dianteiros com membranas digitais, ou seja, eles têm patas anisodáctilo palatino com diferentes graus de desenvolvimento.

Pés palatinos

Em outros casos, como os pelicanos (Pelecaniformes), todos os dedos dos pés são unidos por uma membrana interdigital completa. Estes são chamados de pernas do totipalato.

Pés lobados ou com lóbulos

Espécies como os grebes ou macacos (Podicipediformes) têm os pés lobados ou lobados onde cada dedo do pé tem uma membrana lisa individual.

Por outro lado, outras características também podem caracterizar as pernas das aves. Por exemplo, espécies com hábitos mais terrestres têm garras posteriores longas com as quais evitam afundar na lama, areia ou outras superfícies macias.

E no caso das jacanas (Charadriiformes), elas são caracterizadas por suas pernas de anisodáctilo com dedos dos pés muito longos e pregos que lhes permitem mover-se e caminhar na superfície da vegetação aquática em corpos de água rasos.

Esp√©cies como as gar√ßas (ordem Ciconiiformes) possuem uma terceira unha do p√© ¬ęem forma de pente¬Ľ, ou seja, com bordas serrilhadas, conhecida como unha do p√© pectinato, e outras esp√©cies como a coruja do celeiro (Tyto alba) tamb√©m possuem este tipo de unha do p√©, que neste caso √© usada para cuidar e manter suas penas.

Categorías: Notícias

0 comentarios

Deja una respuesta

Marcador de posición del avatar

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *