• Nome espanhol: Ibis Verde
  • Nome em ingl√™s: Green Ibis
  • Nome cient√≠fico: Mesembrinibis cayennensis
  • Fam√≠lia: Threskiornithidae

Ave Coró-coró (Mesembrinibis Cayennensis)

O ibis verde ou Cor√≥-cor√≥ (Mesembrinibis cayennensis) √© uma esp√©cie de ave da fam√≠lia Threskiornithidae, a √ļnica do g√™nero Mesembrinibis.

√Č um ibis neotropical que ocupa uma √°rea de distribui√ß√£o que vai de Honduras at√© o norte da Argentina. Nenhuma subesp√©cie √© reconhecida.

Coró-coró (Mesembrinibis Cayennensis)

√Č um ibis de pernas curtas com uma conta verde. Geralmente √© encontrada sozinha, em pares ou em pequenos grupos.

Seu nome Mesembrinibis deriva das raízes gregas mesembrinos = sul ou sul e ibis = ibis. Seu epíteto cayennensis se refere a Cayenne, capital da Guiana Francesa.

Características do Coró-coró

Mede de 48 a 58 cm e pesa de 715 a 785 g. Tem a pele facial nua da ardósia, pernas curtas e um bico decurvado verde-jade.

Sua plumagem é verde-bronze e tem uma crista hirsuta, não muito visível, com um brilho verde-turquesa.

Os jovens são muito mais entorpecidos, com a cabeça e o pescoço embebidos em fuligem e com pouco brilho.

Espécies similares

Poderia ser confundido com o √ćbis de falecimento (Phimosus infuscatus), mas este √© menor e tem um bico e pernas cor-de-rosa.

O Plegadis falcinellus (Plegadis falcinellus) é menos robusto, tem pernas mais longas e é marrom-vermelho bronzeado, não verde.

DISTRIBUIÇÃO

Esta esp√©cie √© encontrada no leste da Costa Rica, Panam√°, Col√īmbia, sul da Venezuela e Guianas, leste do Equador, Peru, Bol√≠via, Brasil, Paraguai e extremo nordeste da Argentina.

Na Col√īmbia se encontra abaixo de 500 m acima do n√≠vel do mar, desde os limites com o Panam√° a leste atrav√©s do norte do pa√≠s at√© a base oeste da Serra Nevada de Santa Marta e ao sul at√© o vale m√©dio do rio Magdalena.

O leste dos Andes foi registrado nos departamentos de Vichada, Arauca, Meta, Casanare, Guaviare e Amazonas.

Habitat do Coró-coró

Habita √°reas de florestas pantanosas, matas, florestas de galeria, margens de pedras nas margens de rios, p√Ęntanos e savanas alagadas. No Panam√° tamb√©m foi registrado em manguezais.

ALIMENTAÇÃO

Sua dieta inclui material vegetal, minhocas e insetos como grilos, besouros, cigarras, afídeos e cochonilhas.

REPRODUÇÃO

Na Col√īmbia, foi registrada a postura de ovos no departamento de Antioquia, em abril. Nas plan√≠cies da Venezuela nidificam entre junho e julho, logo ap√≥s a esta√ß√£o chuvosa.

Ele se aninha solitariamente e constrói uma plataforma solta com paus em uma árvore alta, geralmente sobre um corpo de água.

O tamanho de seus ovos é de 2 a 4 ovos. As crias adquirem toda a plumagem necessária para voar do dia 23 ao 27 após o nascimento.

Comportamento do passaro Coró-coró

√Č uma ave geralmente rude que permanece sozinha, em pares ou em pequenos grupos de at√© 9 indiv√≠duos.

Anda balançando a cabeça e sonda água lamacenta, cascalhada ou rasa com seu bico para se alimentar. Na Venezuela também tem sido observado o foraging com suas asas abertas, o que aparentemente é um método que lhe permite melhorar sua visibilidade.

aves do brazil, Coró-coró

Seu v√īo √© caracterizado por abas r√≠gidas para cima. Parece ser uma ave sedent√°ria, embora em algumas localidades ela possa se mover periodicamente.

Ibis verde

O ibis verde (Mesembrinibis cayennensis), tamb√©m conhecido como ibis Cayenne, √© uma ave pernalta da fam√≠lia ibis Threskiornithidae. √Č o √ļnico membro do g√™nero Mesembrinibis.

√Č um criador residente de Honduras atrav√©s da Nicar√°gua, Costa Rica e oeste do Panam√°, e da Am√©rica do Sul at√© o norte da Argentina. Empreende alguns movimentos sazonais locais na esta√ß√£o seca.

Taxonomia do Coro coro

Quando ele descreveu pela primeira vez o ibis verde em 1789, de um espécime coletado em Cayenne, Guiana Francesa, Johann Friedrich Gmelin deu-lhe o nome científico de Tantalus cayennensis, atribuindo-o ao mesmo gênero de uma série de espécies ibis do Velho Mundo.

Em 1930, James Lee Peters transferiu-o para o gênero monotípico Mesembrinibis; não tem subespécie.

Estudos de hibrida√ß√£o DNA-DNA mostram que a esp√©cie cai diretamente no clade do ibis do Novo Mundo, com seus parentes mais pr√≥ximos sendo o ibis de cauda afiada, o ibis branco americano e o ibis de pesco√ßo de b√ļfalo.

O nome do g√™nero Mesembrinibis √© uma combina√ß√£o da palavra grega mesńďmbrinos, que significa ¬ęsul¬Ľ (de mesńďmbria, que significa ¬ęsul¬Ľ) e ibis. O ep√≠teto espec√≠fico cayennensis significa ¬ęde Cayenne ou Guiana Francesa¬Ľ, e refere-se ao local de coleta do esp√©cime do tipo.

DESCRIÇÃO

O ibis verde é um ibis de tamanho médio, com pernas curtas e uma conta longa, esbelta e decurvada. Ela mede 45-60 cm de comprimento e varia de 700 a 890 g em massa.

Os sexos, que s√£o id√™nticos em plumagem, se sobrep√Ķem um pouco nas medidas, embora os maiores p√°ssaros sejam machos.

Os adultos reprodutores têm corpos pretos-esverdeados brilhantes, pernas e bico verde pálido e manchas de pele peles nuas cinzentas.

Os jovens são muito mais baço, mas podem ser distinguidos da íbis brilhante semelhante por sua forma mais volumosa, pernas mais curtas e asas mais largas.

Esta esp√©cie, como outras √≠bis, voa com o pesco√ßo esticado. Seu v√īo √© pesado, com menos deslizamentos e batimentos de asas mais irregulares do que os de seus parentes.

ESP√ČCIES SIMILARES

Se vista com boa luz, a √≠bis verde √© distintamente escura, e √© pouco prov√°vel que seja confundida com qualquer outra √≠bis. Na luz fraca, por√©m, pode ser confundida com a √≠bis brilhante; esta √ļltima (que √© de cor bronzeada) tem pernas mais longas e uma constru√ß√£o mais fina.

ALCANCE E HABITAT

O ibis verde é encontrado da Costa Rica do sul ao norte da Argentina e do Paraguai. No entanto, houve avistamentos do norte até Honduras, e os registros fósseis mostram que as espécies ocorreram anteriormente tão ao norte como no Kansas, nos Estados Unidos.

√Č encontrada em uma variedade de habitats de zonas √ļmidas florestadas, particularmente p√Ęntanos e ao longo das margens de rios e lagos, em altitudes de at√© 500 m.

COMPORTAMENTO

O ibis verde é em grande parte crepuscular. Menos gregário que seus parentes, geralmente é visto sozinho ou em pares. Quando forrageia em bandos de espécies mistas, tende a permanecer nas franjas, geralmente entre outros ibis verdes. Regularmente se empoleira nas árvores.

CRIAÇÃO

Seu ninho é uma frágil plataforma de galhos construída no alto de uma árvore. Foi registrada a assediação de amargos solares que se aninham na mesma árvore.

Status de conservação e ameaças

Devido a sua enorme variedade e grande popula√ß√£o, o ibis verde √© classificado como uma esp√©cie de menor preocupa√ß√£o pela Uni√£o Internacional para a Conserva√ß√£o da Natureza; entretanto, seu n√ļmero parece estar diminuindo.

√Č pelo menos ocasionalmente ca√ßado (e comido) por residentes de pa√≠ses da Am√©rica Central e do Sul.

O ibis verde é o tipo hospedeiro de uma espécie de piolho de pássaro, Plegadiphalus cayennensis.

O √ćbis Verde √© uma √≠bis de cor escura de p√Ęntanos e bosques pantanosos na Am√©rica Central e do Sul. √Č verde escuro brilhante em geral, mas pode parecer escura √† luz fraca.

A √ļnica esp√©cie em seu g√™nero, o Green Ibis √© mais robusto e de pernas mais curtas do que o semelhante Plegadis ibises.

Alimenta-se de invertebrados aqu√°ticos caminhando lentamente e sondando seu longo bico na lama, na sujeira e na √°gua rasa. As aves normalmente ocorrem sozinhas ou aos pares, mas ocasionalmente em pequenos bandos.

O ninho de galhos √© constru√≠do no alto de uma √°rvore sobre a √°gua. A √ćbis Verde reside em terras baixas do sul a norte da Argentina, mas em algumas partes de sua √°rea de distribui√ß√£o, com mais chuvas sazonais, ela muda de habitat, mudando de florestas na esta√ß√£o chuvosa para √°reas abertas na esta√ß√£o seca.

Categorías: BrazilArgentina

0 comentarios

Deja una respuesta

Marcador de posición del avatar

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *