Tamb√©m chamado de basti√£o, biscateiro, gritador, pium, sabi√°-tropeiro, seringueiro, sim-senhor, tem-tem, tropeiro, viru√ßu, coniconi√≥, frifri√≥, goela-d’√°gua, vissi√° ou vivi√≥, √© uma ave passeriforme da fam√≠lia dos coting√≠deos (Cotingidae).

Assim como a Sabi√°-Laranjeira, o canto deste p√°ssaro √© um dos sons mais caracter√≠sticos da bacia amaz√īnica. Seu nome Lipaugus deriva do grego lipauges = escuro ou sem luz. Seu ep√≠teto vociferante vem do latim e significa ¬ęscreamer¬Ľ.

Tamanho e forma do Cricrió

Mede de 24 a 28 cm. Os dois sexos são semelhantes. Tem uma íris marrom a marrom-cinza, bico marrom escuro ou marrom-escuro com base mandibular inferior mais pálida e pernas cinza-esverdeadas a cinzento-esverdeadas.

O corpo √© inteiramente cinza com asas e cauda mais escuras e partes inferiores ligeiramente mais p√°lidas, especialmente na garganta e na barriga. Os jovens t√™m coberteiras de asa superior rugosa e pontas de pena de v√īo da mesma cor.

Espécies similares

Pode ser facilmente confundido com o Cuco de Cabe√ßa Cinzenta (Rhytipterna simplex), do qual difere principalmente no canto. Este √ļltimo tamb√©m √© um pouco menor e menos robusto.

Diferenças regionais

√Č considerada uma esp√©cie monot√≠pica.

Habitat

√Č encontrada no sul e leste da Venezuela, nas Guianas e na bacia do rio Amazonas, do Equador, Col√īmbia e Brasil at√© a Bol√≠via. Na Col√īmbia se encontra abaixo de 600 m acima do n√≠vel do mar ao leste dos Andes, do oeste do departamento de Meta e do leste de Vichada ao sul.

Habita florestas de terra firme, florestas de v√°rzea e florestas na faixa arenosa.

As Aves com Cantos Mais Bonitos do Brasil, o cricrió,

Sua dieta é baseada em frutas, insetos e pequenos vertebrados. Tem sido observada a alimentação de frutas de Ficus sp. (Moraceae), Virola spp. (Myristicaceae), Goupia sp. (Celastraceae) e outras espécies das famílias Melastomataceae e Lauraceae. Entre os insetos incluídos em sua dieta, foram registrados grilos, borboletas, baratas e mariposas.

Reprodução do Cricrió

Na Col√īmbia, foram registradas cria√ß√Ķes individuais em agosto no departamento de Vaup√©s. No Brasil, um ninho foi registrado em setembro.

Durante a época de acasalamento dos Lipaugus Vociferans, os machos formam alho-poró em que cada um mantém um território de 5 a 8 m2 e é separado do outro macho por 40 a 60 m.

Eles atraem as f√™meas por meio de um ninho. Elas atraem as f√™meas fazendo liga√ß√Ķes barulhentas enquanto abanam a cabe√ßa para tr√°s. Seu ninho √© uma estrutura muito pequena feita de galhos e gavinhas, que fica escondida quando o p√°ssaro se empoleira nele.

O ninho registrado estava a uma altura de 7 m no galho de uma pequena árvore. O tamanho de seu poleiro, incubação e período de reprodução permanecem sem documentação.

Canto e comportamento do Cricrió

√Č um p√°ssaro bastante barulhento e √†s vezes dif√≠cil de ver. Ela come frutas e captura insetos por forragem a√©rea e tende a concentrar sua dieta em uma ou outra fonte de alimento de acordo com sua abund√Ęncia.

Às vezes, ele se junta a bandos mistos. Os indivíduos desta espécie emitem um canto muito peculiar que consiste em sílabas introdutórias silenciosas seguidas por duas sílabas explosivas que soam como um pi ja enfático.

Essas m√ļsicas s√£o distintas de indiv√≠duo para indiv√≠duo e t√™m uma marca distinta da arena de cortejo de cada indiv√≠duo de origem.

Taxonomia

Alguns autores sugerem que ela forma uma superespécie com L. unirufus.

Outros se prop√Ķem classific√°-los como uma √ļnica esp√©cie. A an√°lise das prote√≠nas de penas sugeriu at√© mesmo uma poss√≠vel rela√ß√£o com esp√©cies do g√™nero Tijuca.

Estado de conservação

Em nível nacional e internacional é listada como uma espécie de menor preocupação.


0 comentarios

Deja una respuesta

Marcador de posición del avatar

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *