S√£o necess√°rios cerca de sessenta ninhos para obter um quilo de penas, enquanto cada colcha precisa entre 600 e 1.600 gramas, dependendo da qualidade escolhida.

Em uma ilha remota na ba√≠a de Breidafjordur, ao largo da costa oeste da Isl√Ęndia, est√° ocorrendo uma antiga colheita: a das luxuosas penas de eider, que s√£o vendidas por v√°rios milhares de euros por quilo para fazer os melhores edred√Ķes do mundo.

  • Nome cient√≠fico: Somateria mollissima
  • Comprimento: 53 – 60 cm Enciclop√©dia da Vida
  • Massa corporal: Enciclop√©dia da Vida de 2,1 kg
  • Estado de Conserva√ß√£o: com M√≠nima Preocupa√ß√£o
  • Classifica√ß√£o mais alta: Somateria
  • Categoria: Esp√©cie
  • Esp√©cie: S. mollissima; (Linnaeus, 1758)

As penas de p√°ssaros mais caras do mundo

Como fazem todos os ver√Ķes, cerca de 400 agricultores islandeses escavam nas rochas, areia ou ervas altas para encontrar as penas cinzentas deste pato polar que, a partir de maio, nidifica nestas belas e escassamente povoadas paisagens marinhas.

Eider, As penas de p√°ssaros mais caras do mundo

¬ęQuando h√° ovos, apenas uma parte das penas √© retirada. E quando o eider deixou o ninho, o resto √© recuperado¬Ľ, disse Erla Fridriksdottir, presidente do Rei Eider, um dos principais exportadores do pa√≠s, √† AFP.

Por que a pena de Eider é tão apreciada?

Uma ave marinha dos oceanos, o eider – de onde vem a palavra eider – deixa um tesouro natural contra o frio: uma das fibras naturais mais quentes do planeta, ao mesmo tempo leve e altamente isolante.

A Eider fêmea, que tem plumagem marrom escuro com manchas pretas, cobre seu ninho com penas do peito para isolá-lo durante a incubação. São necessários cerca de sessenta ninhos para obter um quilo de penas, enquanto cada colcha precisa entre 600 e 1.600 gramas, dependendo da qualidade escolhida.

A colheita mundial deste produto archilujo n√£o ultrapassa quatro toneladas, tr√™s quartos das quais v√™m da Isl√Ęndia, de longe o maior produtor mundial √† frente do Canad√° e de outros pa√≠ses lim√≠trofes do P√≥lo Norte.

Eider, As penas de p√°ssaros mais caras do mundo

Na ilha de Bjarneyjar, gera√ß√Ķes inteiras est√£o ocupadas descobrindo os ninhos, uma tradi√ß√£o local que teria come√ßado na Isl√Ęndia durante a coloniza√ß√£o Viking da Noruega, no final do s√©culo IX.

Desde 1847, o eider tem sido totalmente protegido na Isl√Ęndia. √Č proibido ca√ß√°-los e usar seus ovos. Existem outros predadores, tais como gaivotas, corvos, √°guias, martas e raposas, mas a esp√©cie sabe como se proteger, segundo especialistas.

 

 

Limpeza minuciosa

Uma vez colhidas, as penas são secas ao ar para evitar mofo, e então os funcionários da Erla começam a primeira etapa de limpeza em um enorme forno a uma temperatura de 120 C por oito horas.

¬ęQuando as penas chegam aqui, elas est√£o cheias de grama, cascas de ovos e todo tipo de detritos do oceano. N√≥s os colocamos no forno para matar quaisquer organismos¬Ľ, disse Pall Jonsson, encarregado das m√°quinas na oficina na pequena cidade vizinha de Stykkisholmur, √† AFP.

Em uma segunda etapa, as m√°quinas rotativas removem penas e outras sujeiras, comprimindo-as contra uma fina malha met√°lica.

Eider, As penas de p√°ssaros mais caras do mundo

O toque final é realizado por mãos experientes, que nenhuma tecnologia pode substituir. São necessárias até mesmo as quatro a cinco horas de trabalho mais experientes para limpar à mão um quilo de penas. As penas são então lavadas com água e desinfetadas, também à mão, antes de serem secas.

Segundo o International Feather Bureau, a produção mundial de penas de eider representa apenas uma gota no balde da produção mundial de penas, estimada em 175.000 toneladas por ano.

Preço das penas de aves mais caras do mundo

Al√©m de sua raridade geogr√°fica, o trajeto percorrido pelo eider – desde sua coleta manual at√© sua rigorosa limpeza – explica seu alto pre√ßo. Um √ļnico edredom contendo 800 gramas de penas √© vendido por 640.000 coroas islandesas (US$ 5.120).

Os clientes? ¬ęS√£o muitas vezes amantes da natureza e pessoas que se preocupam com o meio ambiente¬Ľ, porque ¬ę√© a √ļnica pena que √© colhida, as outras s√£o freq√ľentemente subprodutos da ind√ļstria aliment√≠cia¬Ľ, explica Erla Fridriksdottir. Sua empresa islandesa exporta principalmente para o Jap√£o e Alemanha.


0 comentarios

Deja una respuesta

Marcador de posición del avatar

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *